Reuniões apontam passo importante na luta por justiça em Santa Cruz

por Comunicação do Instituto Pacs, com informações do mandato do deputado estadual Marcelo Freixo

A luta de moradores e moradoras de Santa Cruz atingidos/as pela siderúrgica TKCSA (recentemente vendida à Ternium Brasil) registrou avanço importante nesta semana. Reuniões no Ministério Público do Rio de Janeiro na última sexta (15/12) e quarta (12/12) apontaram caminhos para recolhimento de informações técnicas e o estabelecimento de um nexo causal entre o funcionamento da indústria e os impactos sociais e ambientais no bairro.

Os dois encontros contaram com a presença de moradores, representantes do MPRJ, Defensoria Pública, mandatos dos deputados Marcelo Freixo e Eliomar Coelho e representantes do poder público municipal e estadual, além do Instituto Pacs.

Atualmente, mais de 300 moradores/as lutam por justiça, por meio de ações judiciais movidas pela Defensoria Pública, e reparação por violações de direitos humanos. As ações têm como objeto os impactos sobre a saúde e o meio ambiente e os danos causados pela inundação do Canal do São Fernando, afluente do Rio Guandu, pelo transporte do minério de ferro na linha férrea, provocando rachaduras e o comprometimento de imóveis. Também foram questionados judicialmente os danos ao trabalho de pescadores do Canal do São Francisco, impedidos de trabalhar pela instalação de uma barragem.

Nos encontros no MPRJ, os moradores relataram agravamento de problemas de saúde, como aumento da incidência de doenças respiratórias, cardíacas, de pele e até câncer. Pescadores artesanais também relataram perdas de áreas de trabalho e contaminação da pesca.

As reuniões desta semana são fruto das mobilizações de moradores/as e das divulgações recentes do relatório de Vigilância Popular em Saúde e do relatório de violações de direitos humanos do caso TKCSA.

Os dois documentos foram compilados pelo Instituto Pacs. Leia-os na  íntegra 

 

 

Recentemente, jovens de Santa Cruz visitaram a Alerj e a Câmara de Vereadores do Rio para denunciar as violações de direitos no bairro. Na ocasião, o coletivo Martha Trindade foi recebido em audiência pelos deputados Marcelo Freixo e Eliomar Coelho.

O objetivo dos encontros desta semana foi reunir poder público e moradores para agilizar os processos judiciais e garantir a transparência das ações que correm na justiça e o acesso dessas informações aos moradores da região.

Saiba Mais

http://www.mprj.mp.br/home/-/detalhe-noticia/visualizar/51801

http://www.marcelofreixo.com.br/blog/moradores-de-santa-cruz-discutem-impactos-de-siderurgica-no-mprj

 

Jovens demandam mais fiscalização da poluição ambiental e políticas de saúde em Santa Cruz

 

Pesquisa realizada por jovens de Santa Cruz e Piquiá encontra níveis de poluição acima do que recomenda a OMS

 

Jovens do Maranhão e do Rio de Janeiro vivenciam processo de vigilância popular em saúde

Empresas assinam acordo de reparação com pescadores. Dívida social e ambiental persiste em Santa Cruz

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*