[Baixe a publicação] Qual o legado da Olimpíada um ano depois dos Jogos?

Na semana que marca um ano da abertura das Olimpíadas, o Instituto Pacs lançou nesta segunda (31/07) a publicação “Rio Olímpico: qual o legado um ano depois dos Jogos?”. O lançamento contou com a presença de atingidas e atingidos pela Olimpíada.

Baixe a publicação em:

http://www.pacs.org.br/files/2017/07/P%C3%B3s-Ol%C3%ADmpico-Web-Final.pdf

 

Leia a publicação em:

 

Veja as fotos do lançamento (Fotos de Carol Veríssimo)

IMG_8156

A mesa de lançamento da publicação teve a participação de:

Sandra Quintela, coordenadora-geral do Instituto Pacs;

Maria da Penha, moradora da Vila Autódromo;

Edneida Freire, educadora física;

Gizele Martins, comunicadora popular

Emilia de Sousa, moradora da comunidade do Horto

A publicação, em formato de revista, oferece uma fotografia em mosaico de temas (equipamentos esportivos, mobilidade urbana, remoções, militarização, etc) para pensar o Rio, cidade olímpica, um ano depois dos Jogos. Entrevistas e fotos de atingidos e atingidas pela Olimpíada dividem espaço com artigos de quem acompanhou e viveu na pele os impactos dos Jogos, abertos há quase um ano.

A análise do legado foi escrita com ajuda de parceiros e parceiras do Instituto e busca tornar públicos tópicos relevantes sobre a distância entre o legado prometido e a realidade posta para quem vive a cidade no cotidiano. Existe legado? Para quem? Uma versão em inglês da publicação também será publicada, em formato digital. A publicação conta com apoio da DKA Austria e da Fundação Heinrich Böll.

 

O Instituto Pacs e a análise crítica dos megaeventos

Desde 2005, com a escolha do Rio como sede para os Jogos Pan-Americanos, o Instituto acompanha os impactos sociais e econômicos dos megaeventos no Rio, produzindo estudos, cartilhas e apoiando articulações críticas da sociedade civil a esse modelo predador de negócios e que aceleram processos de exclusão nas cidades onde passam.

Entre 2015 e 2016, no processo de acompanhamento dos impactos dos Jogos, produzimos a série de boletins Rio de Gastos, com análise dos Jogos sob a perspectiva dos gastos e dívida pública. Em agosto de 2016, na Jornada de Lutas Jogos da Exclusão, lançamos a publicação Atingidas, que reúne histórias de vidas de mulheres impactadas pelos megaeventos no Rio.

 

Sumário da publicação “Rio Olímpico: qual o legado um ano depois dos Jogos?”

Uma cidade sem legado, endividada e com menos direitos (Sandra Quintela)

Equipamentos Esportivos: entre grades e o abandono

Baía Viva: legado naufragado

Remoções: as comunidades que resistem

Complexo do Maracanã: a privatização ameaça por todos os lados

Criminalização da pobreza, militarização e o caos em toda a cidade (Gizele Martins)

Mobilidade Urbana: conforto para uns, aperto para muitos

Porto Maravilha: Operação Urbana da Zona Portuária do Rio de Janeiro (Caio Lima, Marcelo Edmundo e Orlando Santos Junior)

As isenções fiscais e o legado da dívida (Julia Bustamante)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*